Instituto Federal do RN em Macau e a RDS

Benefícios do IFRN – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, em Macau.

Foto Clarissa Guerra, 2010, rancho Ponta do Tubarão, arquivo: o baú de Macau

Recebo do amigo macauense, o jovem Celso Henrique, cópia do trabalho Projeto Integrador – Curso de Licenciatura Plena em Biologia elaborado pelos alunos Cassivandro dos Santos Teixeira, Gilmar Costa de Oliveira, Josenaide Isabel dos Santos Silva, Marcos Leonardo Martins da Silva, Maria Priscylla Costa de Souza Padilha e Marianna da Costa Soares. Temos motivos para comemorar, pois um dos assuntos que reputo dos mais importantes para Macau e região é a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Ponta do Tubarão que não recebe a atenção necessária do governo do Rio Grande do Norte e nem dos governos de Macau e Guamaré onde se localiza. O estudo integrou cinco disciplinas [Botânica das Fanerógamas, Anatomia Humana e Comparada, Biofísica, Matemática e Psicologia da Educação], cumprindo o postulado da integração entre ensino, pesquisa e extensão na moderna estratégia de ensino-aprendizagem. O campo de estudo foi a RDS Ponta do Tubarão. Reputo da maior importância este trabalho e reforço o pensamento que tenho sobre o assunto: quanto mais conhecermos da RDS Ponta do Tubarão, sua geografia, fauna, flora, seu povo e seus problemas, mais podemos mensurar sua importância não só para a região, mas para toda a humanidade. Parabéns ao IFRN-Macau que através de várias iniciativas valoriza e ajuda a consolidar da RDS Ponta do Tubarão. Agradeço o amigo Celso Henrique sempre antenado com o que é importante na nossa cidade.         De Claudio Guerra para o baú de Macau