Ezequiel Wanderley

0

    Obra: Balões de Ensaio; autor: Ezequiel Wanderley[1872-1933] do Centro Polymathico; 1919, Typografia Commercial – J. Pinto & Cia – Natal – 1919 – edição fac-similar; Sebo Vermelho – Natal, 2009 – Orelha do livro por Abimael Silva, sebista e editor  – A volta dos Balões de Ensaio  — Há noventa anos o jornalista, teatrólogo, cronista, poeta, agitador cultural e dandi Ezequiel Wanderley lançava Balões de Ensaio, reunindo crônicas, pequenos ensaios e depoimentos sobre o Rio Grande do Norte e algumas personalidades da época: Antonio Marinho, Gothardo Neto, Pedro Velho, Nísia Floresta, Natal, Macau e a origem da palavra papa-jerimum justificaria sua reedição, mas este livro tem muitas outras qualidades. Balões de Ensaio é o primeiro livro de Ezequiel Wanderley, publicado em 1919. Está entre as grandes raridades da bibliografia norte-rio-grandense, reeditadas pelo Sebo Vermelho, em edição fac-similar e limitada, de trezentos exemplares, para estudiosos e pesquisadores de nossa história.  Filho de Luiz Carlos Lins Wanderley, primeiro médico e romancista do Rio Grande do Norte, autor de O Mistério de um Homem Rico, publicado em 1875, Ezequiel Lins Wanderley nasceu em Assu, dia 27/10/1872. Depois de Balões de Ensaio, publicou Poetas do Rio Grande do Norte, em 1922 e Meu Teatro, em 1927.  Faleceu em Natal, dia 26/11/1933, aos 61 anos, deixando excelente produção literária nos jornais de sua época, à espera de um pesquisador com faro apurado e sensibilidade poética.

      Obra: Poetas do Rio Grande do Norte, de Ezequiel Wanderley, edição fac-similar; Atualização e notas de Anchieta Fernandes; Co-edição Sebo Vermelho, Clima e Cata Livros; 1993; “Resalva   Só os que folhearem este livro poderão medir a resistência do nosso esforço, conseguindo a copia dos rimarios e das photographias que o vêm illustrando. Paciente exhaustivo o trabalho, nem por isso terá contribuído para que receiassemos leva-lo a bom termo. Tal o desejo de sermos agradaveis e uteis à formação intellectual da terra berço. O nosso escopo, porém, foi reunir, e não seleccionar – poetas lyricos, symbolistas, classicos, naturalistas, parnasianos, decadistas, satyricos e humoristas, mas, em todo caso, preferencialmente, filhos deste rincão.” … Ezequiel Wanderley [1922]

 

 

 

 

 

Poesia:

Macau

 

para saber mais sobre o autor acesse: www.mcc.ufrn.br

 

Deixe uma resposta