Tributino: um pícaro macauense na bela ficção de Daniel Násser

1

Tributino: um pícaro macauense na bela ficção de Daniel Násser

Foto de autor não identificado, 1950, Tributino, arq. Benito Barros

O Beco das Quatro Bocas é a mais famosa zona de bares, casa de jogos de azar e bordéis da cidade de Macau. Ninguém da sociedade frequenta o lugar afamado, tanto por suas memoráveis balbúrdias e homéricas brigas, que muitas vezes findavam-se com a trágica morte de um dos envolvidos, como por suas sedutoras mulheres, de beleza e ferocidade ímpares. Era este reino de perdições e trapaças tudo o que Tributino conhecia, era o seu mundo e os limites de seus horizontes. Não frequentava as grandes e luxuosas casas da Rua da Frente. Por isso ao receber de um garotinho um bilhete convidando-o a comparecer à residencia do grande industrial Pereira Carneiro, muito se espantou. Passado o susto, imaginou que as coisas poderiam estar finalmente mudando. Começou a vislumbrar em Ernesto Pereira Carneiro uma porta aberta para aplicar golpes mais altos que lhe renderiam muito mais dinheiro. Aprontou-se com esmero antes de ir, vestindo seu melhor terno, mesmo estando com as mangas um pouco curtas. Ao chegar, bateu à porta com cortesia e ela foi se abrindo lentamente. Ouviu uma voz vindo do interior da casa, convidando-o a entrar. Já no interior da sala mal iluminada foi agarrado por uma mão e golpeado na nuca sem que esperasse, tombando inconsciente.. [p.125]

Da obra: A Ordem da Rosa Branca – o enigma do anel, de Daniel Násser, publicação da Imperial Casa Editora da Casqueira, 2007.

1

  1. Hi there, You have done an excellent job. I will certainly digg it and personally suggest to my friends. I am sure they’ll be benefited from this website.
    louis vuitton outlet http://louisvuittonoutlets2013.overblog.com

Deixe uma resposta