Do poeta macauense Horácio Paiva, Fim de Ano

0

Foto Clarissa Guerra, 2011. Amor agarradinho ou Mimo do céu, arq. o baú de Macau

Fim de Ano

 

convém a um velho jovem

celebrar

o fim e o começo

 

convém

preparar o banquete

(e sobretudo o vinho)

do último

e do primeiro instante

 

convém

celebrar com alegria

a partida

e a chegada

 

a antiga

e a nova aliança

 

e no ocaso celebrar

o triunfo da vida

 

afinal

o velho foi necessário

ao advento do novo

 

(Horácio Paiva)

Deixe uma resposta