Memórias do Escotismo – parte 8

Mais sobre Escotismo – 8 – Ensino para todos

Foto Seu Santos, década 60, acampamento dos escoteiros na Fazenda de Zé Coelho, arq. José Arimatéia Gomes

Da obra: 25 anos depois, de Padre Penha, editado em 1983.

 

A situação do analfabetismo em Macau, era um fato. Poucas eram as crianças que estudavam. Os escoteiros tomaram consciência disso. E sem ajuda de quem quer que fosse iniciaram uma campanha de alfabetização nos bairros, especialmente no Valadão, onde só havia a Escola de Dona Maria Chiquinha. Todas as noites, lá iam eles, fardados com um pilha ou lâmpada a querosene para dar aulas mesmo nas ruas, se sentavam mesmo no chão com a garotada e o bureau era muitas vezes, uma lata seca de querosene. Getúlio Teixeira foi o grande protagonista dessa campanha junto com Kidinho, Ivanaldo, Geraldo Lucas e tantos outros. Daí surgiram posteriormente diversas escolas no Porto ou Valadão, na Ilha de Santan que eram mantidas pelo Centro Social Pio XI e que foram encampadas pelo município na primeira administração do prefeito José Heliodoro de Oliveira. …