Troles e batelões no transporte do sal

1

Troles e batelões no transporte do sal

Foto E Vale 1940, caçambas de 500 litros e balaios, p. 35 do livro O sal na ... de Dioclécio Duarte

Do colaborador Getulio Teixeira mais informações sobre o transporte do sal do aterro para as barcaças. Por volta das décadas de 1940/1950, mais duas formas de transporte do sal dos cristalizadores para as barcaças,  diz Getúlio.  Uma, através de batelões – embarcações de fundo chato –impulsionadas a vara e que navegava na vala existente na rua do Arame, depois rua Valentim de Almeida e hoje Avenida Centenário. Os batelões eram enchidos por balaios e dai navegavam pela vala até o rio Assu onde  as barcaças ancoravam. Por essa época também  utilizavam os troles que eram caçambas, tipo vagonetes. Eram impulsionados por dois homens. Os trilhos eram posicionados nos aterros, formando uma rede.

Da Equipe do baú de Macau

1

  1. Anônimo disse:

    Just want to say your article is as amazing. The clarity in your post is simply cool and i could assume you are an expert on this subject. Well with your permission allow me to grab your RSS feed to keep up to date with forthcoming post. Thanks a million and please keep up the gratifying work.
    MONCLER

Deixe uma resposta