Memórias religiosas e profanas da Semana Santa

24

Foto Seu Santos, decada 1960, interior da igreja matriz de Macau, dentre outros, Leda Paiva, João Farias, Luiz Bezerra, Afonso Lemos, João de Aquino; arq: Maria R.B.Guerra

Levantando essa conversa no Café de Djane, certamente ouviria uma frase de espanto. “É o novo”!  Tenho dito constantemente que sou um saudosista convicto e, Graças a Deus, tenho uma memória que me transporta a um passado de ótimas lembranças. Aproximando-se a Semana Santa lembrei-me como eram as celebrações religiosas e a parte profana da data. Como, em qualquer rincão do Brasil, a Semana Santa em Macau começava com o Domingos de Ramos. A diferença é que ao invés de ramos de oliveira, planta inexistente na região, os fiéis iam para missa com folhas de carnaúba trabalhadas artesanalmente e que depois de bentas, eram guardadas em oratórios ou em qualquer parte da casa como proteção de doenças, raios e mau olhado.

Foto Antonio Retratista, decada 1960, Altar mor da Igreja Matriz de Macau, arq: Maria do Rosario Beserra Guerra

Quarta feira de Trevas, além das obrigações religiosas, existia entre algumas pessoas a tradição de não tomar banho. Alegavam que banho naquele dia deixava a pessoa entrevada. Na quinta feira Santa, dia da cerimônia do Lava pés os meninos  escolhidos para representarem os doze apóstolos eram vestidos com roupas da época. Ser selecionado representava um orgulho muito grande, chegava a causar inveja aos colegas. Na Sexta Feira Santa o grande dia. Os católicos passavam o dia em orações e preparativos para acompanharem a Procissão do Senhor Morto. De portas abertas a Igreja esperava a chegada dos fieis enquanto seus sinos emudeciam. Eram as matracas convocando os católicos para o grande evento e os coroinhas balançando os turíbulos, mantendo as brasas acesas para queima do incenso que perfumava o ar. A partir das três horas todas as Irmandades começavam a chegar, posicionando-se para o grande cortejo: a de Nossa Senhora da Conceição comandada por Afonso Solino, acompanhada por Luiz Xavier, Leão Xavier, Firmo Fernandes, Pedro de Paiva, Manoel Bessa e tantos outros; as Filhas de Maria, comandada por Lourdes Ferreira; as Franciscanas, chefiada pela matriarca Dona Maria Santana (Mãe de Color) e a do Coração de Jesus, tendo à frente Dona Lulu Paiva. A imagem do Senhor Morto era conduzida por homens, todos de paletó com uma túnica vermelha.  À frente da procissão, Uzal, filha de dona Luizinha moradora da Rua da Gameleira, representava Verônica, cantando por todo cortejo conduzindo um pano azul pintado com o rosto de Jesus.

Foto Claudio Guerra, decada 1990, procissão no RDS Ponta do Tubarão, Barreiras, arq: O baú de Macau

Atrás do andor do Senhor Morto um grupo de rapazes e moças representavam outras figuras bíblicas, Nossa Senhora, Madalena e alguns apóstolos.  Após a procissão a Igreja era fechada voltando a ser aberta para a Missa do Galo que era celebrada à meia noite do sábado para o domingo, em latim e acompanhada do coro da igreja com Cantos Gregorianos pelo Coral do Ginásio Nossa Senhora da Conceição.  Todos os Santos da Igreja, em sinal de luto, eram cobertos com pano roxo, inclusive o altar mor. Após o canto da Ressurreição todos os panos eram retirados e apareciam os altares todos decorados com flores e os sinos repicavam em sinal de alegria. O Hino da Ressurreição dizia mais ou menos assim: “Cesse o pranto/ Cesse o Luto/ Jesus, já não morre mais …”

A parte profana se resumia no roubo de galinhas nas casas de amigos ou familiares, fato que acontecia na noite de sexta-feira para o sábado. Alguns mais ousados chegavam a roubar a penosa já pronta com panela e tudo. Lembro-me que certa vez enquanto Jaime Dantas aguardava a hora de ceia com os amigos na calçada da sua casa, Arlindo Martins, Zito e Ivan Amaral, também seus amigos, pularam o muro e comeram todo o jantar. Quase todas as famílias preparavam a ceia, reunindo parentes e amigos e cujo prato principal era a galinha caipira. Havia também a malhação do Judas. Em diversas ruas as famílias confeccionavam um boneco de pano para malhar. Penduravam em uma forca e após enforcamento o queimavam como vingança pela traição a Cristo.

Igreja Nossa Senhora da Conceição em Macau RN década 1990. arq. Chaguinha Souza

 

Getúlio Teixeira  [getulioteixeira50@yahoo.com.br] é macauense e memorialista.

 

Igreja Nossa Senhora da Conceição na década de 1970. Arquivo Chaguinha Souza

Igreja Nossa Senhora da Conceição na década de 1970. Arquivo Chaguinha Souza

 

Dia de procissão. Arquivo de Chaguinha Souza

Dia de procissão. Arquivo de Chaguinha Souza

 

24

  1. Anônimo disse:

    Wow! This can be one particular of the most useful blogs We’ve ever arrive across on this subject. Actually Great. I am also a specialist in this topic so I can understand your effort.
    MONCLER

  2. Excellent, what a web site it is! This web site presents helpful data to us, keep it up.
    louis vuitton handbags http://higts.overblog.com/

  3. images disse:

    The webpage given to us has some exciting features. It realy improve my knowledge about the topic.

  4. beats by dre disse:

    You just copied an individual else

  5. This paper is a good report, I am pleased to see the great copy writer, just like We, our cycling jerseys shop which such.However I will be subscribing to your enhance and even We http://www.jerseyzshop.comCheap Nike NFL Jersey

  6. Hi! I simply would like to provide a huge thumbs upward for the wonderful information you have in this article on it all publish. I’ll be returning to your blogs for more soon.

  7. ugg disse:

    Good post. I be taught one thing more difficult on totally different blogs everyday. It can all the time be stimulating to read content from other writers and observe a bit one thing from their store. I’d want to use some with the content on my weblog whether you don’t mind. Natually I’ll provide you with a hyperlink in your net blog. Thanks for sharing.

  8. Gucci Outlet disse:

    US science agency Noaa to deliver annual report on polar region after year of record-breaking and extreme weather events

  9. Party’s former deputy leader impersonates Burmese delegate and tells conference ‘there’s no global warming’

  10. Marvelous, what a webpage it is! This webpage provides useful information to us, keep it up.

  11. ?????? ??? disse:

    I’ve read not one particular write-up on your weblog. You

  12. hermes belt disse:

    Very interesting topic, regards for posting.
    hermes belt http://www.hermesbeltuk.com/

  13. Anônimo disse:

    Watch the trailer for Kathryn Bigelow’s follow-up to The Hurt Locker – a thriller based on the manhunt for Osama bin Laden

Deixe uma resposta