Tarcísio Gurgel

0

    Tarcísio Gurgel Informação da Literatura Potiguar Editora Argos Natal – 2001 Citados no livro: Edinor Avelino, Gilberto Avelino, Benito Barros, Fagundes de Menezes, Vicente Serejo, dentro outros que possuem alguma ligação com Macau. … Herdeiros de uma outra tradição baudelairiana, que associa criação poética e postura crítica, é visivel a qualidade do seu trabalho, mesmo que alguns ainda estejam no início mesmo dessa produção. Nesse caso se encontra, por exemplo, Benito Barros, professor da Universidade Federal na cidade de Macau. Poeta de grande talento, em interminável queda-de-braço com as convenções provincianas, ele tem imprimido aos livros que produz através de uma fantástica editora, denominada Imperial Casa Editora da Casqueira um tom duplamente desafiador: pela insistência em negar sua condição de poeta [indisfarçável nos belos poemas que produz] e pela ênfase à beleza masculina reproduzida em ilustrações com fotos de rapazes nus, chocando o puritanismo municipal. Neste último procedimento reside, contudo, outro tipo de desafio para o próprio poeta. É que, embora belas, tais ilustrações, [de resto é excelente o trabalho visual de Getulio Moura] como nem sempre se encontram adequados encadeamentos entre as imagens contidas nos códigos verbal e visual dos seus livros, a força da mensagem propriamente poética acaba sendo atenuadao pelo que se pode sugerir uma atitude gratuita. E quando tal ocorre os poemas reduzem-se a comentários sobre uma orgulhosa homossexualidade meio-que-datada. O que certamente não faz justiça ao talento do autor de Cemitérios de Pipas e Marujo Temerário. [ p. 162]