Recordações das mães do poeta Vargas Barros

0

 

Maternidade, Cândido Portinari 1903/1962

Injustificado medo,

Sentia-o

todas as vezes que minha mãe

-dedicada escrivã do registro civil-

ia ao cartório

oficializar um casamento!

o arroz de leite com carne-de-sol  moída,

o “buzo” com pimenta do reino

e o doce de leite com casca de limão

feitos por Mãe Gordinha,

são sabores da infância

a se perpetuarem no meu paladar.

Do poema Revivescência em dó maior in Macauísmos

Getúlio Vargas Maia Barros é macauense e poeta.

Deixe uma resposta