Importante para a economia de Macau: Como vai o projeto Marambaia em Macau?

0

 

Getulio Moura, 2007, Galinhos, arquivo

Leio no Diário de Natal de 19/6/2012 que a prefeitura do Natal abortou o projeto da implantação de um recife artificial por considerar muito alto o valor de R$145.170,00 para afundar a embarcação Julius na costa natalense.  O barco foi doado pela Receita Federal à prefeitura do Natal a quem cabia apenas obedecer as recomendações ambientais para o afundamento do barco. Acharam difícil e caro! Os recifes artificiais existem há várias décadas em muitos países e são instalados para a recuperação da biodiversidade marinha,  favorecendo a formação de parcéis piscosos e com enorme variedade de vida marinha e muitas espécies de peixes. Alavanca também o turismo com criação de locais de mergulho. O jornal Folha de Macau, nº 32, [12/2000] trouxe matéria sobre a criação do Projeto Marambaia, parceria da Petrobrás e a Universidade Federal do Ceará que constituiu na criação de recifes artificiais por meio do afundamento de 25 trailers de concreto a 15 milhas da costa de Galinhos,  entre os recifes naturais conhecidos por Urca do Minhoto e Urca do Tubarão, numa profundidade de 25 a 30 metros.

Projeto Marambaia

Recentemente postamos sobre o naufrágio Macau na costa cearense, local turístico que atrai centenas de mergulhadores do Brasil e do mundo.

Saiba mais sobre o Projeto Marambaia

http://www.ebah.com.br/content/ABAAABBpEAC/projeto-marambaia-apoio-a-pesca-artesanal

Leia aqui sobre o naufrágio Macau.   

http://www.obaudemacau.com/?page_id=21944