Espaço de Repressão e Transgressão em As Filhas do Arco-Íris, de Maria do Rosario Beserra

0

Autora: Maria do Rosario Beserra; Obra: Espaço de repressão e transgressão em As Filhas do Arco-Íris in Duas Leituras de “As Filhas do Arco-Íris”, edição  da UFRN – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Centro Regional de Ensino Superior de Macau, Departamento de Letras; Coleção Textos Acadêmicos, nº 10, 1981.

O romance “As Filhas do Arco-Íris”  é do escritor Eulício Farias de Lacerda e foi editado pela Ática em 1980.

Monografia submetida à UFRN para fins de processo seletivo. Especialização em Literatura

CDU 869.0(81).09-3

Como discorreu a autora na proposição: “A partir da tentativa de uma leitura que leve à reflexão crítica da realidade nordestina apresentada no texto AS FILHAS DO ARCO-ÍRIS, nos propomos a identificar as marcas ideológicas constatadas neste discurso literário, levando em consideração o enfoque da arte como expressão das relações sociais. Partindo da análise dos discursos dos vários personagens que engendram o conflito da narrativa, detectaremos a coexistência de ideologias diversas que estruturam o posicionamento crítico do texto”.