Das recordações de Fernando de Gois Filho: Jeep, uma história [4] final

0

 

Fotógrafo não identificado, década 1940, o Jeep pós acidente

Um acidente incomum. Não me recordo de onde vinham. Eram sete pessoas imprensadas num Jeep que cabia quatro. O acidente foi numa salina abandonada. O Jeep capotou varias vezes e todos foram jogados para fora. Ninguém ficou  gravemente ferido. O Jeep ficou com a lataria bem amassada, mais ainda funcionava e chegou muito bem em Macau. Os passageiros é que chegaram ressabiados, sem graça e doloridos pelos tombos ao serem atirados fora do veículo. Em casa, meu pai contou-nos o acidente. Já era uma tragicomédia e ficou na história da cidade. Mamãe aperreada para saber se alguém se machucara gravemente.  Aí, meu pai disse: Não! Graças ao destino, ninguém se machucou! Meu pai nunca usava a expressão graças a deus.

De Fernando de Goes Filho para o baú de Macau

Deixe uma resposta