Das recordações de Francisco Pinheiro, a propósito de Getúlio Vargas

Seu Santos, 1960, Rua São José a partir da Praça da Conceição.

Escreveu Francisco Pinheiro: Dessa história nem sequer ouvi falar, mas da Vila Getúlio Vargas que era endereço nobre em Macau, ainda está na minha lembrança porque lá moravam pessoas influentes e de classe média alta à época. Lembro-me que, ainda garoto estudava no Duque de Caxias e quando saia da escola ia jogar bola na quadra de basquete que existia onde hoje é o Lions. Pois bem, depois daquele bate bola ficava todo sujo e suado e a saída era tomar banho na maré, por causa da escassez de água na cidade. Quando tentava passar pela Vila no sentido da rua São José com a Barão do Rio Branco, era barrado por algum morador, dentre eles o Sargento Crispim, sob alegação que ali não rua. Coisa de criança.