Uma história: Maria Auxiliadora, Macau, Areia Branca e Estados Unidos. [1] continua

E. Vale, 1950, Praça da Conceição em Macau-RN

Falamos da nossa felicidade em construir dia a dia o baú de Macau e poder contribuir,  resgatando e descobrindo histórias. É como continuássemos os vários livros escritos sobre Macau. Agora, são muitos autores escrevendo este grande livro sem fim, com a vantagem dessa fantástica rede que penetra em todos os poros do mundo cruzando mares e oceanos e decretando o fim das fronteiras. E foi assim que conhecemos Maria Auxiliadora, de escrita terna, carregada de emoção e buscando resgatar sua história, uma história que estava congelada na década de 1940.  Publicamos a seguir nossa troca de e-mails. É dessa felicidade e emoção que falamos.  Da Equipe do baú de Macau