Ilha da paixão: uma poesia de Hilma Coutinho

 

O Enigma da Paixão

 

Tudo é possível acontecer    

Getulio Moura, 2010, A ilha de Macau no Rio Grande do Norte

 

Na volúpia da paixão

Sentimentos vão surgindo

Transbordando o coração.

No compasso da magia

No toque da pele macia

É na amplidão do êxtase

Que o amor, a alma acaricia.

 

Os corpos sedentos de amor

Deixam o milagre acontecer

O milagre tem nome de amor

Amor cheirando a prazer.

Amor que nunca termina

Amor que nunca se vai

Amor só de fantasia

O amor, que bem ele faz.

 

A alma serena desliza

Envolvida na maciez da paixão

Qual pluma tão leve e terna

Desafiando os enigmas do coração.

Quantos sonhos e mistérios

Existem a desvendar

Na grandeza do prazer

No ato de se fazer amar.

  

Hilma Coutinho, em 9 de setembro de 2012