Fundação do CEIMH: Ata de criação

Ata da sessão de fundação do Ginásio Nossa Senhora da Conceição

 

Foto Seu Santos, 1966, alunos do Ginásio do Padre [CEIMH], arq. Getulio Teixeira

Aos vinte e seis dias do mês de junho do ano de mil novecentos e cincoenta e seis precisamente as dezoito e trinta horas, realizou-se no salão da residência paroquial, sito à Praça da Conceição, nesta cidade, a sessão de fundação do Ginásio Nossa  Senhora da Conceição. Dirigindo os trabalhos, expôs o Revmo. Pe. João Penha Filho, de maneira brilhante e clara, a finalidade do referido educandário, salientando os benefícios que traria o mesmo a juventude macauense, que assim, poderia com facilidade preparar-se física, moral e intelectualmente, no seu próprio meio, sem grande dispêndio econômico, para uma vida mais digna e útil a si e aos seus semelhantes, elevando consequentemente o nível cultural da nossa terra e, contribuindo de maneira eficaz para o seu progresso futuro. Disse ainda dever-se a feliz idéia de dar a Macau um novo estabelecimento de ensino, a sua Excia. Revma. D. Eugênio de Araújo Sales, D. D. Bispo Auxiliar de Natal e representante da Campanha Nacional de Educandários Gratuítos, no Rio Grande do Norte. Pelos presentes foi recebida a notícia com o máximo entusiasmo e sincera gratidão. Continuando os trabalhos foram discutidos e aprovados os estatutos da novel instituição, sendo na mesma ocasião eleita e empossada uma diretoria composta de quatro membros para dirigir os destinos da mesma, que ficou assim constituída: Presidente – O Revmo. Monsenhor Joaquim Honório da Silveira; Vice-presidente – Sr. Alfredo Teixeira de Souza; Secretária – Anaíde Dantas, Tesoureiro – Sr. Luiz Xavier da Costa. Nada mais havendo a tratar foi encerrada a sessão de que, para constar, eu Anaíde Dantas, Secretária, lavrei a presente ata que assino com os demais membros da recém-eleita diretoria. Macau, 26 de junho de 1956.

In Macauísmos – lugares e falares macauenses, de Benito Barros, p. 94/95, 2ª edição, 2001.