Das memórias de Joao Augusto Pinheiro sobre Zilmar Oliveira

 

E. Valle. a Coluna, quando ainda não existia a praça.

O macauense João Augusto Pinheiro [joaoapinheiro@ig.com.br] nos envia mensagem de pesar pela morte do seu amigo de infância Zilmar Oliveira.

 

Sou filho de Seo Romão e quando ainda era menino, agora tenho 71 anos, fui colega do Zilmar. Morávamos na Praça da Conceição, próximos da casa de Dona Alice, sua mãe. Tambem fui colega do Getulio e depois das sessões do Cine Eden, ficávamos batendo papo nos bancos da praça e na Coluna. Lamento o passamento do Galego. Há 54 anos moro no Rio de Janeiro, mas sempre abro o Baú para me inteirar dos acontecimentos da terrinha onde nasci.

 

A equipe do baú de Macau se solidariza com João Augusto pela perda do amigo e agradece a mensagem carregada de sentimento.