Os mortos estão ao meu lado: uma poesia de Horácio Paiva

0

de pires na mão esperais

a revolta que não chega

 

os mortos estão ao meu lado  Umbauba pares  com suporte

mas se recusam a combater

 

talvez não mais acreditem

em petardos e heróis

ou porque estando mortos

não tenham mais vida a perder

 

o tempo passou para eles

e se passou para eles

passou para mim também

 

                                   (Horácio Paiva)

Deixe uma resposta