O carnaval de Macau por Amaury de Medeiros Bezerra

0

21. O carnaval e outras festas

 

Carnaval de Macau na década de 1940. Hianto de Almeida e a Professora Anaíde Dantas, entre outros.

Carnaval de Macau na década de 1940. Hianto de Almeida e a Professora Anaíde Dantas, entre outros.

Dessa interligação nossa com o sudeste e o sul do país surgiu a influência marcante dos nossos carnavais nos modelos dos carnavais carioca e pernambucano. Essa influência perdura até os dias atuais, pois, ainda somos considerados o melhor carnaval do Estado.

Naquela época – até a década de 60 – já tínhamos os corsos carnavalescos com carros alegóricos bem ornamentados, blocos de fantasias bonitas e caras, boas orquestras puxando estes blocos nos desfiles à tarde no Mercado público e na Praça da Conceição.

À noite essas orquestras tocavam em vários bailes carnavalescos realizados em determinados locais da cidade, havendo discriminação quanto à classe social para participar dessa ou daquela agremiação.

Tínhamos várias agremiações carnavalescas: blocos Remadores, Sabiá, Lenhadores e outros todos muito bem organizados e alinhados fazendo suas apresentações e evoluções na Praça da Conceição e no quadro do Mercado Municipal. Esses desfiles se realizavam pela manhã e pela tarde.

p. 68/69, Breve relato da história de Macau – Li, escutei e participei; Autor: Amaury de Medeiros Bezerra, 2011.

Deixe uma resposta