Rodrigues Filho

0

Macau

 

Macau-RN entre as salinas e o mar.

Macau-RN entre as salinas e o mar.

Macau! Terra do berço onde eu nasci chorando,

ouvindo o marulhar das águas nas areias.

És meu ninho dileto, és um sonho bailando,

entre a rima do verso e o canto das sereias.

 

 

Muito longe de ti, vivo triste sonhando,

dentro do meu viver pulsa o sangue nas veias.

Vivo longe a carpir tua ausência e pensando

nos velhos coqueirais que abrigas e enleias.

 

Terra do meu natal, berço dos meus avós,

tens no seio ubertoso a riqueza boiando,

– o sal a se estender, quais límpidos lençóis.

 

Tens, eu sei, um perfil de noiva quando veste

o segredo do amor, e ao noivo se atirando,

– és tu, grande Macau, a noiva do Nordeste!

 

Rodrigues Filho, Macau, p. 59, Macau – canto de amor e saudade de Aparício Fernandes.

Deixe uma resposta