Leonam Cunha, poeta: contatos com o baú

0

LeonanCunha Genese poesiaFez contato com o baú de Macau o jovem poeta areia-branquense Leonam Cunha que publicou recentemente o livro de poesias Gênese [comentado neste baú]. Leonam agradeceu a postagem do seu livro de poemas e parabenizou o site. Leonam Cunha, 17, é aluno do curso de Direito da UFRN.  O baú de Macau e o editor do site, Claudio Guerra, agradece o contato. 

 

Outubro, passa, outubro

Um choro, um lenço.

Ainda meninote

Não chegava a entender

O porquê daquilo

 

Minha bisavó deitada,

Mãos cruzadas

Sobre a elevação abdominal;

Disseram ter sido câncer

 

Minha avó era só lágrimas.

Para minha mãe,

Lenços não bastavam.

O adeus…, o lembrar…

 

A única coisa a mais

Que hoje não olvidei

É que era outubro;

Outubro, passa, outubro…

 

Página 59, Gênese, Leonam Cunha.

Deixe uma resposta