Cidadãos do Lixo: em Macau o Maruim pede socorro; Literatura de cordel de Genildo Mateus

0

Autor: Genildo Mateus;

Obra: Cidadãos do Lixo: em Macau o Maruim pede socorro; Literatura de cordel, dezembro de 2012, edição do autor.

 

Genildo Mateus Cidadaos do lixo em Macau o Maruim pede socorroEssa história que vou contar

Lá em Macau aconteceu

Não é coisa de se admirar

Como tudo se sucedeu

Vou falar  Tim-Tim por Tim-Tim

O que se passa no Maruim

E como desapareceu

Tudo da fauna marinha

Viviam em harmonia

Com glamour de rainha

E também com alegria

Acontecendo num boa

Saindo lá da gamboa

A vida que se fazia

Porém veio um tempo negro

Com ele o mal que a força faz

Como pântano de logro

Nasceu há trinta anos atrás

Esse lixão do Maruim

Despertando tudo de ruim

Bons tempos que não voltam mais

Através da ação popular

Se mostrando inteligente

E querendo apresentar

Para toda essa gente

E para Magistratura

Que aquela Prefeitura

Estraga o Ambiente

 

Travou-se uma batalha

Causando rebuliço

Levantando uma muralha

Querendo mostrar serviço

O município de Macau

Mostrou-se com um lacrau

Causando desserviço

Que a lei seja cumprida

Com toda determinação

E não seja esquecida

Pela aquela população

Sejam feitas suas vontades

E sem as meias verdades

Vivam todos em comunhão

 

O belo cordel de Genildo Mateus fala sobre o Lixão do Maruim de Macau. Uma Ação Popular impetrada pelo cidadão João Eudes foi julgada por um jovem magistrado que determinou à Prefeitura de Macau que não mais jogasse lixo naquele lugar.  O caso virou o livro Cidadãos off-line o o lixão do Maruim de Macau. Quem quiser saber mais, acesse:

http://www.obaudemacau.com/?page_id=3948

 

Deixe uma resposta