Notas sobre a força e luz em Macau

0

Notas sobre a força e luz em Macau

A partir de 1870 Macau é dotada de iluminação pública por meio de lampiões a querosene por iniciativa do juiz de direito dr. Matias Antônio da Fonseca Morais. [p. 146 – Um Rio Grande e Macau]. Nesta década, no Rio de Janeiro começa a substituição dos combustores a querosene por combustores a nafta que produz melhor iluminação.

Debret - 1820 - RJ - Aquarela - lampião a azeite de peixe

Jornal de Macau nº 18, de 9 de setembro de 1916. O editorial trata sobre a iluminação pública da cidade. Diz que em 1914 haviam 40 combustores e agora 25, destruídos pela garotada e “espíritos perversos”. O editorial reclama ainda dos frequentes furtos de chaminés, depósitos, combustores e até postes de madeira. [Combustor ficou como sinônimo de poste de iluminação pública. Combustão é o ato de queimar que produz calor ou calor e luz. Os combustores queimavam vários tipos de combustíveis – nafta, gasolina, gas]

Em 1924 o prefeito dr. Armando China inaugurou a luz elétrica com motor-gerador a diesel. [Um Rio Grande e Macau]

E. Valle, 1940, Gerador, arquivo desconhecido

E. Valle,1936, Base do motor energia eletrica, arquivo desconhecido

Em 1935 a cidade contava com 301 instalações elétricas particulares, 138 postes de iluminação pública correspondentes a 61.800 velas. A Usina Elétrica funcionava com um motor de 44 H.P. [p. 147 – Um Rio Grande e Macau].

E. Valle, 1937, Usina da luz, arquivo desconhecido

A República nº 37, 15 de fevereiro de 1950. Uma nota informando sobre a ida do Governador José Varela a Macau. “Em Macáu, S. Excia. Presidirá a inauguração do novo prédio da usina elétrica e de luz pública da cidade. … A nova usina elétrica de Macáu é servida po um motor de 160 H.P. tipo Blacktone E.P.V. 4 de custo de 546 mil cruzeiros que funcionará em conjugação com o antigo motor de 80 H.P. marca Deutz. … A fim de assistirem a inauguração… irão em composição especial, cedida pelo Dr. Helio Lobo, diretor da Estrada de Ferro Central, o dr. Jaime do G. Wanderley, redator, … um representante d’A Ordem e diversos oficiais da Polícia Militar”.

Em 1969 a energia elétrica de Paulo Afonso-BA chegou em Macau. Somente na década de 80 a área urbana de Macau foi toda iluminada. Em 2001 havia 7.200 ligações elétricas residenciais/comerciais, atendendo 98% da população. p. 147 – Um Rio Grande e Macau].