Em 1935, livros eram vendidos em Macau.

Em 15 de maio de 1935 [talvez fosse um dia chuvoso] o jovem Luiz de França Bezerra, oriundo dos sertões de Carapebas comprou na livraria do senhor Virgílio Pinheiro em Macau, o livro Sertão, de Coelho Neto.

Bem, naquela época vendiam-se livros em Macau.