Alfabetização de adultos e o BB-Educar em Macau 1

0

 

BB Educar, mães e filhas na alfabetização.

BB Educar,  Macau RN,  1994: avós, mães e filhas na alfabetização.

Na década de 1990 a Fundação Banco do Brasil participou do grande projeto nacional de Alfabetização de Adultos. Em Macau, eu e Alan Medeiros fomos treinados para implantar o projeto em Macau. Trabalho voluntário. Formei classes em 1993 e 1994 com os trabalhadores da limpeza da Prefeitura de Macau. Contei com a colaboração dos meus colegas do Banco do Brasil de Macau que doavam vale-refeição que eram transformados no lanche dos alunos. Em especial  contei com a ajuda do amigo José da Silveira nas aulas para as crianças. Não estava previsto, mas assumimos com satisfação a tarefa.  

Organizamos também, com muito sucesso, um Projeto de Hortas domésticas e comunitárias. Distribuíamos sementes, adubo natural e as técnicas de cultivo.

Fiz novos amigos e amigas e a cada dia percebia o quanto de capacidade eles tinham. Bastava uma atitude para que elas aflorassem. Quando instados a fazer,  faziam por mais difícil que fosse o trabalho. O que percebi com clareza foi como os donos do poder sempre buscaram desmerecê-los, demolindo capacidades e dignidades.

A lição que ficou: todos somos capazes. E podemos e devemos buscar uma vida com dignidade para todos. Para todos.  

De Claudio Guerra para o baú de Macau

Deixe uma resposta