Homenagem à valsa Royal Cinema do poeta Edinor Avelino

0

Carta de Edinor Avelino para Manoel Rodrigues

 

Carta do poeta macauense Edinor Avelino ao escritor Manoel Rodrigues pedindo a publicação da poesia homenagem à Valsa Royal Cinema de Tonheca Dantas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Roial Cinema

 

Maestro, toque “Roial Cinema”. É excepcional

a sua fama. Outrora, essa valsa se ouvia

na terra Natalense, obtendo a primazia

nos bailes, na retreta, em toda a capital.

 

Lembra um tempo feliz da vida de Natal;

Valsa de sentimento e grande simpatia,

é muito nossa e em toda a parte se aprecia,

pela simpleza, a graça e a força emocional.

 

Melodia que vem do passado e que exprime

a alegria da vida, o elogio do amor,

o elogio do amor, feito na arte sublime,

 

arte que, em nós, um mundo em cinzas ressuscita.

Glória a Tonheca, seu inspirado cultor,

que compôs na província a valsa mais bonita.

 

Edinor Avelino[1898-1977], p. 10, Sínteses [1968], 2ª edição, 1998

Deixe uma resposta