Vento: uma poesia de Nair Damasceno

0

Vento

 

Herbert Martins, artista macauense.

Herbert Martins, artista macauense.

Acaricia minha face,

 Emaranha os meus cabelos,

 Ignora os meus apelos,

 Seca minhas lágrimas

 Como se fosse um imã.

 

 Oh vento, vento,

 Cúmplice do tempo,

 Em seu canto rouco

 Leva quase tudo

 E traz muito pouco…

 

Nair Freire Damasceno Paiva[ndapaiva@yahoo.com.br] em 09 de dezembro de 2011

Deixe uma resposta