Dialogando com o Tempo

0

Dialogando com o Tempo

 

RDS Ponta do Tubarão, 2004, Subhadro [Vescio Lisboa]

RDS Ponta do Tubarão, 2004, Subhadro [Vescio Lisboa]

 

 

Perguntei ao tempo: – Quantas vidas tenho?

 Ele me respondeu: Se tu contares,

 Cada passo de ti até Antares.

 Então eu perguntei: De onde eu venho?

 

-Tu vens de além da linha do horizonte

 De onde nasce o sol e nasce a lua,

 Do infinito veio a alma tua,

 A nascente do rio foi tua fonte.

 

 Eu estarei em ti, sempre presente

 Eu posso te fazer bem diferente

 Em cada vida, é só tu desejares,

 

 Terás pra cada vida um segundo

 E quando tu desbravares teu mundo

 Eu te conduzirei até Antares.

 

Nair Damasceno [ndapaiva@yahoo.com.br]  

Deixe uma resposta