Lamarão – Júlio Gonzaga – contato com o baú de Macau

0

Do livro de Dioclecio D Duarte A Industria Extrativa do SalJúlio Gonzaga fez contato com o baú de Macau indagando sobre a localização do Lamarão. Fomos pesquisar e encontramos dois textos sobre o assunto, um de Getúlio Teixeira e outro de Bevenuto Paiva. Ambos informam que o Lamarão de Macau situava-se defronte à Ilha do Alagamar. Bevenuto Paiva cita mais detalhadamente como defronte à Praia de Camapum, e informam que a distancia da costa é de 9 milhas marítimas o que corresponde a  16 quilômetros. [Bevenuto fala de 8 a 9 milhas da costa].

Para Dioclécio D. Duarte, autor do livro A indústria Extrativa do Sal e a sua importância na economia do Brasil, edição do Ministério da Agricultura – SAI, Rio de Janeiro, 1941,  O embarque do sal nos portos de Macau e Areia Branca é uma cena dramática. Distante oito milhas da costa, a mercadoria é conduzida até o lamarão.

 

Leia mais sobre o assunto: acesse: http://www.obaudemacau.com/?s=Lamar%C3%A3o

 

Equipe do baú de Macau