Incêndio e naufrágio do iate Muriú no Lamarão de Macau

0

 

E. Valle 1940 transbordo para o Vapor Tibagi

E. Valle 1940 transbordo para o Vapor Tibagi

Em 1945 o iate Muriú de propriedade de Teófilo Câmara fundeado no Lamarão de Macau e que trouxera para Macau um carregamento de latas de querosene, incendiou-se e naufragou. O ocorrido foi lembrado pelo macauense Laercio de Medeiros Bezerra que durante muitos anos foi Promotor de Justiça em Macau, inclusive corrigindo o nome da embarcação que consta como Maraú no processo [vide ilustração] instaurado pela Marinha. Segundo consta houve a morte de 2 tripulantes.

Incedio no Lamarao de Macau