Também sei fazer conjeturas: uma poesia de Horácio Paiva

0

 

O poeta Horácio Paiva recebendo comenda em Macau do prefeito Jose Antonio M de Souza. Década 1990

O poeta Horácio Paiva recebendo comenda em Macau do prefeito Jose Antonio M de Souza. Década 1990

“TAMBÉM SEI FAZER CONJETURAS”

 

vejo minha pele que envelhece

e ainda nova na foto antiga

 

bato à porta do passado

mas tudo está ocorrendo pela primeira vez            

e não há passado

                            

com óbvia explicação vem a resposta            

acabada e inexorável                                   

 

uma lógica severa está no controle

e não admite acordos

 

nem mesmo é permitida        

a solução fantástica  -

 

posto que o fantástico

sob o céu de cinzas

é mera fantasia

 

                                  (Horácio Paiva)