Namorados

0

Namorados

                                                          ” Amar valeu, viver valeu” Gonzaguinha

  Quantas horas passamos, desde então,

 Tão juntos, lado a lado nos falando,

 Aqui ou lá na rua, a sós, andando,

 Com tua mão unida a minha mão.

 

 Às vezes nossos olhos lá se vão

 Bem distraídos pelo além, voando,

 E nossas mentes vão imaginando

 Uma vida feliz, sem ilusão.

 

 

Praça da Conceição em Macau[RN], década 1950

Praça da Conceição em Macau[RN], década 1950

Quando nos separamos lá na praça

 Não sei o que se passa no teu ser

 Mas eu me sinto um ser ternamente humano

 Em nossa felicidade de viver.

 

 

 

 

         Nair Damasceno [ndapaiva@yahoo.com.br],  Macau, 14 de março de 1963

Feliz por ter sobrevivido. Vejam a data dessa poesia, mais de meio século, eu tinha 14 anos e a praça é a Praça da Conceição. Essa poesia está no meu livro Poetando cantos e desencantos.