Jornal de Macau – 1993 – jornalista Chiara Teixeira

0

era um trem de sal e passageiros que ia e um trem de água e passageiros que vinha. Em 1993, registra a jornalista Chiara Teixeira para o Jornal de Macau que há um contrato entre a rede ferroviária e a salineira CIRNE para o transporte de 3.500 toneladas de sal/mês, que vai para Natal, João Pessoa e Recife. Do Recife vai para os cochos dos bois nas pastagens de Minas Gerais e Goiás. Nas secas é um trem de água. Em 1993 está levando água para Lajes, no sertão do Cabugi.

Foto Claudio Guerra, 1982, vagões de trem, arq O baú de Macau

O trem que se foi e não mais voltou

Leia um excerto da excelente matéria da jornalista Chiara C. Teixeira para o Jornal de Macau em setembro de 1993.

Oficialmente fechado desde novembro de 1991, pelo Ministério da Infra-estrutura – época do governo Collor – o ramal ferroviário que liga Macau a Natal começou a ser construído no final dos anos 50 pelo Batalhão de Engenharia e Construção do Exército.

Foto autor não ident. 2000?2005, Estação Ferroviária de Macau, arq. desconhecido.

 

A chegada dos militares a Macau para trabalhar na construção do trecho ferroviário mudou os costumes da cidade. Os militares se hospedaram no antigo Hotel de Dona Irene, na Praça da Conceição, e logo viraram atração. Não houve quem não quisesse conhecê-los, alguns namoros surgiram e até casamentos. Eles passaram a integrar a vida comum da cidade, participavam dos desfiles comemorativos de 7 de setembro e também impulsionaram o crescimento de um esporte até então não muito atraente na cidade: o basquete.

Durante a construção do trecho ferroviário muitos fatos aconteceram envolvendo integrantes do Batalhão do Exército e um dos fatos mais marcante foi a morte do soldado Alberino, que morreu soterrado num acidente. Como homenagem , teve seu nome na estação ferroviária de Macauzinho, hoje desativada e abandonada.

Há 33 anos era inaugurado o trecho ferroviário Macau-Natal, com a entrega da nova estação ferroviária no hoje denominada Porto de São Pedro. Era um sábado, dia 27 de agosto de 1960. Na ocasião o prefeito era Venâncio Zacarias de Araújo e a data não foi escolhida à toa. Aproveitaram a Semana do Exército e fizeram uma festa só. …