Voador ou avoador, in Scenários Norte-Riograndense de Amphiloquio Camara

0

Voador ou  avoador, in Scenários Norte-Riograndense de Amphiloquio Camara

Pescadores e avoadores. Diogo Lopes, Macau, Rio Grande do Norte

Pescadores e avoadores. Diogo Lopes, Macau, Rio Grande do Norte

Uma das características do distrito de Diogo Lopes são as grandes esteiras para a secagem do peixe “voadô” como é chamado em Macau, grande exportador desse produto. Encontramos no Scenários  Norte-Riograndenses (1923), de Amphiloquio Camara uma descrição da pesca.

Página 76,  Nota 7

“É muito interessante a pesca do peixe voador. Domingos Barros, na conferencia que realizou aqui no Rio de Janeiro, por occasião da Exposição Nacional de 1908, já citadas, assim a descreveu:  Da praia, o pescador avista ao longe a manta de voadores correndo e voando em certa direcção. Rapido, apresta a jangada e larga. Nas vizinhanças do cardume, que intencionalmente deixou em direcção opposta  ao vento, esmaga e esfrega nos bordos da embarcação  intestinos de peixes anteriormente apanhados. É o engodo e é quanto basta. Que delicado olfato e falta possuem estas pores criaturinhas. Mal sentem o cheiro acre e oleoso das entranhas esmagadas  saltam das aguas e, sustidos no ar por suas longas barbatanas membranosas, precipitam-se para a jangada, como mariposas para a luz. E cada qual mais presto e mais rápido que venha em bando e nuvem cahir sobre os frágeis tóros fluctuantes enchendo, alastrando, inundando tudo. Amphiloquio Camara Scenarios Norte Riograndenses 1923Os pescadores limitam-se a apanhal-os e a encher os cesto e samburás. Occasiões ha de tamanha abundancia, que o barco, excedido o limite de fluctuação, ameaça soçobrar sob a carga incessante que lhe chove do mar e (curiosa inversão de papeis) é agora o caçador que á força de remos foge para a terra perseguido largo espaço pela caça insolente e pertinaz.  Esta abundancia e facilidade tornam o voador o alimento das classes pobres, e o Rio Grande do Norte, graças ao Canal, é o único fornecedor de todo o Nordeste brasileiro.”