Como lavarei o meu dinheiro?  

0

lavagem de dinheiroEsta é uma questão sempre colocada para pequenos, médios e grandes corruptos que após embolsarem  o dinheiro “da merenda escolar” digamos assim, buscam tornar legal o apurado no roubo.

Para o conjunto dos capitalistas e o funcionamento do sistema a corrupção aprofunda os problemas estruturais do sistema, enriquecendo uns poucos e  prejudicando os demais e por isso deve ser combatida.

Existe uma infinidade de formas de lavar o dinheiro, seja na compra de cavalos, vacas e até bodes, muito utilizadas por pequenos corruptos, destes que pululam nas prefeituras municipais.

Hoje, com a sofisticação cada vez maior dos corruptos, o chamado mercado da arte está em alta. Foi assim que na apuração das fraudes na Petrobras, “descobriram” dezenas de quadros de pintores brasileiros na casa de um corrupto.

Recentemente, no encontro de Davos, na Suiça o economista Nouril Roubini da Universidade de Nova York  disse a verdade sobre a “roupa do rei”: “Gostemos ou não, a arte é usada para se escapar de impostos”.

Não existe capitalismo sem fraudes, o funcionamento do sistema induz à traquinagem e então a arte — que na minha opinião —  é que nos salva  vem salvando milhares de bandidos que usam dela para encobrir seus roubos.

 

De Claudio Guerra para o baú de Macau