Aquele sonho: uma poesia de Horácio Paiva

0

Aquele sonho

 

Cage via Miro 15 13Tenha aquele sonho iluminado durante todo o seu dia

 

Precisou despertar? Sem problemas

Mas não esqueça aquele sonho

A salvação de seu dia está naquele sonho

 

O tempo está quente ou frio

Há turbulências no ar

E você não conseguiu sair

 

Não deixe que nada o perturbe

Que o grito insano o assuste

Não esqueça aquele sonho

 

Não se distraia e novamente

Não se perca no labirinto

Lembre-se que você tem aquele sonho

Não esqueça aquele sonho

(HORÁCIO PAIVA)

 

De: felixcontrerasm@gmail.com — Enviada: Terça-feira, 21 de Julho de 2015 15:08

Para: horacio_oliveira@uol.com.br  –  Assunto: seu grande poema

 

Aquele sonho, poema de Horácio Paiva vem a reafirmar a inegável condição do poeta como uns dos fundamentais nomes de la  lírica do Brasil de hoje. Neste poema voltamos a ver e sentir a posiçao de destaque que ele ocupa no cãnone poético brasileiro. Aquele sonho traza um marco de profundidade atingida além do oficio e as artes liricas de seu autor. Belo, febril corpo expresivo no convívio com os vivos daqui e os mortos de lá nos apelos do mistério da vida humana. Salve, poeta, voce merece esa morada na residença da Poesía. Seu admirador

Felix Contreras, poeta cubano

De:  anchieta.proc@gmail.com  – Para:horacio_oliveira@uol.com.br  – Assunto:Re: AQUELE SONHO – Reenvio, com mudança.Data:21/07/2015 23:00

Que poema profundamente lindo! O poeta Felix Contreras tem razão.

Você, Horácio, mesmo com a idade que tem, é a uma das melhores

revelações de poeta norte-riograndense do século 21.