Tear de homens

0

Autor: João Emanuel Evangelista; Obra: Tear de homens – relações de poder em fábricas têxteis; EDUFRN, Coleção Teses e Pesquisas; UFRN, Natal, 2000.  ISBN: 85-7273-130-X.

Excerto do prefácio:  A fábrica constitui um espaço político e social privilegiado onde são geradas as relações sociais que dispõem em campos contraditórios as personificações sociais do capital e do trabalho na sociedade capitalista. A sua observação revela a existência de complexas relações sociais, permeadas por mediações particulares, em que o capital mostra-se dotado de um grande poder de se antecipar e reagir aos movimentos do trabalhador coletivo no interior da fábrica, ao garantir por uma via ostensivamente coercitiva as condições necessárias ao processo de valorização e acumulação do capital.

Deixe uma resposta