Crise do marxismo e irracionalismo pós-moderno

0

Autor: João E. Evangelista; Obra: Crise do marxismo e irracionalismo pós-moderno; Coleção: Questões da nossa época; Cortez Editora; ISBN: 85-249-0467-4; São Paulo; 1992.

Apresentação do professor Doutor José Willington Germano. A crescente complexificação do capitalismo contemporâneo e a implosão do denominado Socialismo Real têm concorrido, decisivamente, para um questionamento implacável do marxismo como teoria social e como práxis política. Criticar Marx, afirmou Claude Leffort recentemente, tornou-se moda. Para esses críticos, a realidade social na atualidade apresenta novidades e nuanças incapazes de serem captadas por um referencial holístico da sociedade como é o caso do marxismo. Para eles, não se trata mais de estudar macroestruturas racionalizantes, porém as singularidades e as especificidades dos fenômenos. Nessa perspectiva, o próprio real não é possível de ser explicado e entendido em sua globalidade, podendo, apenas, as suas partes serem descritas de forma fragmentada e isolada. …O autor do presente trabalho – João Emanuel Evangelista – admite muito lucidamente a existência de novas problemáticas postas na ordem do dia pelos também novos Movimentos Sociais e que, em grande medida, foram secundarizados ou mesmo desconhecidos por certas correntes marxistas como, por exemplo, a Vulgata Stalinista. Nesse sentido, ele critica enfaticamente tanto as posturas irracionalistas como as análises empobrecedoras do marxismo vulgar.

Deixe uma resposta