Macau

0

MACAU

Izan Lucena

Era um jovem militar
e para Macau serviço foi cumprir
para Paraíba pensava regressar
não fosse seu amor o trair
Por terras das Salinas ficou
outro amor tendo encontrado
nova paixão, trabalhou
e por lá ficou casado
Toda a sua vida mudou,
novo rumo ele seguiu
na Estiva se alistou
e sua família constituiu
Foram anos de saudade
da sua terra natal
mas para sua felicidade
tinha uma esposa genial
Macau daqueles anos
era uma violenta cidade
lá se foram seus desenganos
tendo Joaquim Maurício por amizade
E a seu amigo prendeu
a seu peito ficou ligado
fé e perseverança Deus lhe deu
viveu feliz e bem casado
Dessa ligação
quatro rebentos nasceram
que são a sua riqueza
e amor sempre mereceram
Muitos anos já se passaram
desde que a Macau aportou
seus cabelos já branquearam
sendo hoje avô de muitos netos e bisnetos
Esse anjo que em seu seio o acolheu
tudo tem a agradecer,
da Paraíba não se esqueceu
mas em Macau será sempre o seu viver
Sessenta e nove anos são volvidos
muita mudança ele já viu
novos conhecimentos adquiridos
da nova cidade que cresceu
Cheio de amor e paixão
sua vida vai levando
tendo Deus e a esposa no coração
e os seus netos e bisnetos adorando
Muitos têm ajudado
com sua franca lealdade,
por todos é estimado
por sua pura afetividade
Na diáspora vai vivendo
a materna cidade não esqueceu
e o mundo foi percorrendo
olvidando o que sofreu

MACAU ESTA AGRADECIDO
POR UMA NOVA VIDA LHE TER CONCEDIDO

Deixe uma resposta